sábado, 27 de julho de 2013

1146 - Soneto ostentativo

São mais felizes que o desejo urubusesco de quem os quer mortos.

Esses rapazes do funk ostentação
Têm um estilo que não me agrada,
Cultuam um comportamento nada
Aprovável. Adoram a coisificação,

A corrente de ouro, fazem louvação
Ao carro zero e à mulher mais dada
A quem a grana é a melhor cantada
E pelos funqueiros tem total atração.

Não gosto e nem toca no meu som,
Mas festejar a morte, alma marrom!
É infinitamente pior que o pior funk.

A tal ostentação é deslumbramento
Juvenil. Já festejar morte é nojento
Além de ser uma cretinice estanque.

Francisco Libânio,
27/07/13, 12:37 PM
Postar um comentário