sábado, 27 de julho de 2013

1147 - Soneto pensativo

Enquanto não chega...

Ter ideia e trazê-la ao soneto.
Processo que de fácil não tem
Nada. A ideia, procuro-a além
Do impossível e ela passa reto.

Aí, penso e arranco esqueleto
De onde tiver. Aí, se ela vem,
Maravilha. Soneteia-se, e bem.
Mas não acontece isso direto.

Por vezes, mais que se pense,
Vem só ideia que não convence
E se duvida de todo pensamento.

Como agora. De onde veio essa?
A quem esse negócio interessa?
Quem lerá esse rústico rudimento?

Francisco Libânio,
27/07/13, 5:45 PM
Postar um comentário