sexta-feira, 12 de julho de 2013

1120 - Soneto desmedicado

Eu ir pro meio do mato cuidar de pobre? Me obrigue!

Médico tem que ficar é na melhor
Sala, ar condicionado, consultório
Bonitinho por inatacável território
Porque é tipo um deus, um doutor.

Médico não pode pensar em pôr
O pé na lama ou se dar ao inglório
Castigo de atuar em ambulatório
Com pobres e essa gente de cor.

E tem que ser o cabeça da equipe,
Ter a fama por menos que participe
Enfermeiro e todo resto, quem são?

Médico tinha que receber o colega
Cubano pra ver como se abnega
Pelos outros e aprender essa lição.

Francisco Libânio,
12/07/13, 11:38 AM
Postar um comentário