sexta-feira, 5 de julho de 2013

1103 - Soneto penoso

O final é de embasbacar mas não tem moleza.

Dificuldade em escrever sonetos? Existe.
Não vou mentir. Seria ruim se não fosse.
Escrevê-los é quase como tomar posse
De uma terra sem dono que a ele resiste

A essa dominação. A conquista consiste
Na prática seguida da escrita e na doce
Melhoria, aprimoramento que faz precoce
A primazia da escrita a quem conquiste,

Mas a prática é grama, é dura, é amarga.
Só que a cada novo, outro já está à carga
E outro degrau abaixo ficou no caminho.

A pena pela escrita podia, como a pena
Que escreve, ser leve e não essa arena
Que leva ao paraíso de meio tão daninho.

Francisco Libânio,
05/07/13, 9:41 PM
Postar um comentário