sábado, 22 de junho de 2013

1077 - Soneto antiapartidário

Não temos partido, mas queremos derrubar a Dilma e o PT.

Não quer partido político nem cor
Alguma. Só branco e sem bandeira,
Sem a ideologia e sem brincadeira
Já que o Brasil é infinitamente maior

A tantos pês e a siglas sem valor.
Quer-se a moralidade por inteira,
Quer-se acabar com a roubalheira
Mas não tem nada para propor.

Deseja o fim de todo partidarismo
Sem ter ideia que isso é fascismo
E que ideologia é coisa necessária

E necessário é o contínuo combate
Ao errado e isso que soa disparate,
Apartidarismo de posição partidária.

Francisco Libânio,
22/06/13, 1:19 PM
Postar um comentário