segunda-feira, 17 de junho de 2013

1066 - Soneto (que devia estar) acabado

E a gente dá corda, dá corda...

Sonetear nem é tão complicado.
O problema aqui é seu começo.
Vencido o primeiro, não pereço
Noutros versos. Sigo acelerado,

Escrevendo um excelente bocado
Tomando pelo soneto o apreço
Necessário para que o sucesso
Dele alcance o pé do meu agrado.

O lance é que escrevo e isso flui
Naturalmente e tanto desobstrui
Que não vê o ponto de chegada.

E quando ele chega, segue indo,
Azar que o soneto já está findo,
A escrita vai pela aí desbaratada.

Francisco Libânio,
17/06/13, 12:37 PM
Postar um comentário