domingo, 24 de junho de 2012

0251 - Soneto Rodoviário


Eu penso no país e nas distâncias,
Tipo ir de Porto Alegre a Boa Vista
A rodas, arrumar um bom motorista
E curtir a maior das extravagâncias

Pé na estrada, passa-se estâncias
E metrópoles, passaria em revista
Postos e restaurantes à beira-pista
Conhecer o país e as discrepâncias

Puta que pariu, ô viagem demorada!
Você deve pensar. Vá curtir estrada
Assim no inferno! Que viaje sozinho!

Viajaria, rindo e gozando de prazer,
Seria louco todo esse chão percorrer
E apreciar o que houvesse no caminho.

Francisco Libânio,
24/06/12, 11:58 AM
Postar um comentário