terça-feira, 12 de junho de 2012

0210 - Soneto do namoro delas


E quando duas mulheres, mãos dadas,
Andam pela rua, já viu? O que se pensa?
Antes era normal, amigas, uma imensa
Amizade. Afeições bem demonstradas

Num gesto simples. Hoje, se topadas,
Vem julgamento, é maldade, é doença!
Vem malícia, vem a fantasia pretensa
De tê-las na cama famintas e peladas

E às vezes nem é nada disso, otário!
Mas que seja. Tomemos por um vário
Tipo de namoro entre essas mulheres

Que bom que namoram. Haja respeito
Sempre e um relacionamento perfeito
Terão como quaisquer outros seres.

Francisco Libânio,
12/06/12, 9:44 PM
Postar um comentário