domingo, 17 de junho de 2012

0222 - Soneto do fetiche em fatias


Amiga me diz que fez lá um bolo
De chocolate, pegou brigadeiro
Para cobri-lo e recheá-lo inteiro
Ainda ligou a câmera e a tiracolo

Mostrou o danado em seu colo
De bom que estava senti o cheiro
E ela o comia com olhar faceiro
Curtindo a vontade neste polo

Tudo bem, é do bolo que tenho
Vontade, mas agora meu empenho
È para tarefa ainda mais dura

Comer o bolo, sim, mas comer
Com menos gosto que lamber
A amiga cheia dessa cobertura.

Francisco Libânio,
17/05/12, 8:45 PM
Postar um comentário