quinta-feira, 7 de junho de 2012

0187 - Soneto para a Aline dos Los Hermanos


E eu que não gosto do quarteto barbudo,
Ouvi a música e foi a mão à palmatória.
Eis uma que é boa, a primeira da história
Não eram vozes boas como um veludo

Mas não aquelas pastosas que a tudo
Estragam. A canção com dedicatória
À Aline é muito boa e põe por notória
Eternamente a paixão e seu conteúdo

Não é rasteiro. É bem isso que merece
Uma mulher amada e é o que enobrece
Um homem. Amá-la ou viver a solidão

Muito bem. Feliz é o olhar que sustenta
Esse amor e que inspira e incrementa
Um grupo sofrível falar sobre a paixão.

Francisco Libânio,
07/06/12, 10:55 AM
Postar um comentário