segunda-feira, 4 de junho de 2012

0177 - Soneto para Conceição do Cauby Peixoto


Viver no morro a sonhar com o que lá não tem
É acentuar desejos e não ter por eles um limite,
É ser capaz de tudo de bom ou mau pelo apetite
Já que nessa ânsia não se divisa o mal do bem,

Foi o que aconteceu com Conceição, um alguém
Cujo sonho de ter o não tido fez ceder ao convite
De sair do morro e descer para onde estaria a elite,
Eis que outro alguém lhe diz isso e ela disse amém

Por diante, sobre ela ninguém sabe nem viu nada,
Se subiu, se desceu, onde está. Sabe-se mudada
De nome. O convite foi uma peça. Tudo decepção!

Tentando a subida, ela desceu a pior que era o morro,
Vive uma vida desflorada, triste sem algum socorro
E daria tudo o que tinha e mais para ser Conceição.

Francisco Libânio,
04/06/12, 12:35 PM
Postar um comentário