sábado, 9 de junho de 2012

0194 - Soneto para Caroline do Raça Negra


Que ela é fruto do amor mais bonito,
Que ela veio para fazer alguém feliz,
Que ela é tudo que sempre se quis
E que se vai amá-la até o infinito;

Que se tem por ela um querer irrestrito
E é lindo e perfeito o que ela faz e diz,
Disso já se sabe. É quase uma diretriz
Dos pagodes tal amor e é um quesito

Impreterível que se acabe e se derrame
Elogios infindáveis à amada sem vexame,
Ao menos, aos antigos, assim se define.

Pois essa era, do Raça Negra, a Carol
Resgate nostálgico deste feito em prol
E por sugestão de uma amiga Caroline.

Francisco Libânio,
09/06/12, 10:49 AM
Postar um comentário