quinta-feira, 22 de maio de 2014

1681 - Soneto para uma loira gordinha

Vem sempre bem.

E dizem tanto: Você só gosta de negra!
Tem que ser da cor para sua satisfação!
Claro, a melanina tem minha predileção,
Mas em momento algum fiz disso regra.

Ao meu gosto também, e muito, alegra
Uma moça branca, não é uma exceção.
Se ela for ao meu estilo, rolará atração
E o altar de deusas facilmente a integra.

Por exemplo, vejo uma loira que é linda,
De beleza e fartura que o gosto brinda
E se ela quisesse ser minha prima-dama

Seria sem contestação, pois não é a cor
Que define minha musa. Há algo maior
Na mulher e se ele aparece já me chama.

Francisco Libânio,
13/05/14, 7:15 PM
Postar um comentário