domingo, 18 de maio de 2014

1674 - Soneto mãenetarizado

Mãe, dá um real pra completar?

Porque carinho de mãe não tem preço,
Não tem custo, não tem tipo de paga.
E pôr valores no sistema mais estraga
Tudo isso, seja no fim ou no começo.

Porque mãe, não importa o endereço,
Não mede esforço e nem a mais vaga
Dificuldade. Mãe, de graça vai, afaga,
Agrada e dá ao filho todo seu apreço.

Mas, por que não, ela pode, também,
Dar uma ajuda em grana pro neném?
Nunca sempre, mas, ocasionalmente,

Como o filho da dona Bel está agora,
Mas aqui ela empresta e na certa hora,
O filho paga o combinado corretamente.

Francisco Libânio,
11/05/14, 12:37 PM
Postar um comentário