sexta-feira, 16 de maio de 2014

1670 - Soneto amolecido

Bando de bicha!

Em dias difíceis, de gente dura,
Rude flertando com a cretinice,
Dias em que qualquer coisa atice
Ira, até pisar no pé vira agrura.

Em dias que nada mais se atura
E gênio é o de menor sandice,
Deixo aqui um toque de meiguice,
Fecho os quartetos com candura.

E penso em pôr flores e pedir paz;
Pedir o mesmo a quem for capaz,
Mas o que ouço é um belo “Viado!”

É isso: Pedir paz virou viadagem,
Ser brucutu é ter na praça imagem
Boa e ser ignorante é ser adorado.

Francisco Libânio,
02/05/14, 8:12 PM
Postar um comentário