sábado, 1 de dezembro de 2012

658 - Soneto hedonista e cuidadoso

Juízo e precaução nunca fizeram mal

Não discuto: Sexo é algo delicioso,
A monogamia tem também a delícia,
Mas se se curte variedade e malícia,
Curta-se. Se o que busca é o gozo

Descompromissado e pecaminoso,
Faça-o. Pratique-se com tal perícia
Nessa luxúria ou use toda a carícia
Se prefere e pratica sexo amoroso

Não se deve olvidar nunca, entanto,
Que na fidelidade a um ou no tanto
Quantitativo que sempre se avizinha

O perigo. Prazer pede boa maneira
Para não se perder uma vida inteira
E nos exige o cuidado da camisinha.

Francisco Libânio,
01/12/12, 12:33 PM
Postar um comentário