sábado, 22 de setembro de 2012

0465 - Soneto do casal leonino

segundo signo de fogo. São feras.


Conheceram-se e disseram em comum
Acordo que nenhum deles seria feliz
Se o sucesso não os tivesse por matriz
E que para tanto, os dois seriam um

Não saíam no mundo a lugar algum
Sem o outro. Diziam que se havia raiz
O sucesso era a união, a força motriz.
E cresceram os dois sem nenhum

Empecilho ou falha. A liderança
Brotava deles. Lealdade, confiança
Eram sobrenomes desse casal

O sucesso veio. Fez dali referência,
Mas foi preciso muita paciência
Quando cada um se sentia mais o tal.

Francisco Libânio,
22/09/12, 6:32 PM
Postar um comentário