sexta-feira, 7 de setembro de 2012

0427 - Soneto do negócio

Entre o negócio do Frota e o negócio do Raul, fico com o segundo.


Segundo o tal Alexandre Frota
O negócio é comer cu e boceta!
Perfeito! A diversão completa,
Afinal quem deixa uma xoxota

E cu impunes? Mas quem arrota
Ser comedor e diz que espeta
A pica em tudo que é canaleta
Pra mim é mentiroso ou idiota

Porque o galo que muito canta
Cobre mal ou não cobre tanta
Galinha assim. Grande beócio!

Assim, quem tem a competência
Faz sem arautear sua excelência,
Apenas exerce bem o tal negócio.

Francisco Libânio,
07/09/12, 10:19 AM
Postar um comentário