terça-feira, 10 de março de 2015

1807 Soneto antiimperativo

Uma mulher não faz isso nem aquilo,
Uma mulher deve se dar ao respeito,
Mesmo independente, mostrar peito,
Ser relaxada ou ser algo fora daquilo

Que a massa manda. Ela tem estilo?
Não! Ela é puta! Diz uma no despeito
Total ou um quem tentou, sem efeito,
Arrastar a moça pra cama. Intranquilo,

O redor da moça mais julga que a nota,
Podia tirar lição, mas prefere ser idiota
E tacar nela uma babaquice normativa.

Já, a moça, alheia a isso e feliz com ela,
Mostra a bunda a quem faz a querela.
Em meio à gente semimorta, está viva.

Francisco Libânio,
01/01/15, 10:25 AM
Postar um comentário