quarta-feira, 22 de abril de 2015

1852 - Soneto interesseiro

Se não há almoço grátis, tudo
Que se oferece é como a mão
Que lava a outra, a negociação
Vezes sórdida. Qual conteúdo?

Se grana ou vantagem o estudo,
O debate leva a alguma reflexão.
Se sair ganhando tem aprovação
E se fizer perder, aí sim o papudo

Fecha acordo e dá sua a palavra
E faz promessas da melhor lavra,
Mas cumpri-las, já sabe. Não irá.

E ainda vem dizendo de amizade,
Coisa de irmão. Olhe a veracidade.
Por esse almoço caro se cobrará.

Francisco Libânio,
19/04/15, 10:59 AM
Postar um comentário