sábado, 11 de abril de 2015

1838 - Soneto presenteado 02

Pior caso aconteceu comigo,
Este poeta que é fã de peito
E que foi vítima do mau jeito
De um que se diz bom amigo.

É o caso que no soneto digo.
Aniversário, outro ano é feito,
Amigos à festa e, com efeito,
Vem todo feliz o mais antigo

Dos amigos. Presenteia e acha
Graça num pinto de borracha
Que me dá e todos riem igual.

Avida segue. E educadamente,
O pede emprestado o presente.
Eu o fiz. E ele sumiu com o pau.

Francisco Libânio,
16/03/15, 1:23 PM
Postar um comentário