sábado, 28 de fevereiro de 2015

1794 - Soneto tunado

O bacana comprou um carrão,
Bonito, importado, um modelo
Por ele só bem mais que belo
Digno de nota e de exaltação.

O problema é que só ser lindão
Não basta e achando ter zelo
E gosto, no carro, vai mexê-lo
Porque é bobagem ostentação

Pouca. E dá-lhe a pôr acessório,
Insufilme e rebaixar é obrigatório;
O carro, de fábrica maravilhoso,

Vira um circo ambulante, horrível,
Tunado e mostra às claras o nível
Dos com grana e gosto duvidoso.

Francisco Libânio,
23/12/14, 12:57 PM
Postar um comentário