segunda-feira, 27 de agosto de 2012

0403 - Soneto sul-mato-grossense

Um tuiuiu, a ave símbolo do Pantanal do MS

Desmembrou-se, virou Estado,
Herdou o nome do seu vizinho,
Agregou o sul, fez seu caminho
E ele está bem aí ao nosso lado,

Um rio que ao ser atravessado
Já está aqui. Ou lá. Instantinho
E ficam para trás o ribeirinho
De São Paulo, o Oeste afastado

E estamos já em Bataguassu
E vamos à morada do tuiuiú,
Corumbá? Bonito, espetacular?

Campo Grande capital faceira?
Ou Ponta Porã até à fronteira
E ir ao Paraguai para gastar?

Francisco Libânio,
27/08/12, 11:15 PM
Postar um comentário