segunda-feira, 6 de agosto de 2012

0367 - Soneto para o atletismo


Não há esporte que melhor teste
O homem e por isso a excelência
Do nome. Prova-se a eficiência
De pernas e braços. O atleta investe

Contra o tempo e tem apenas este
Como aliado e inimigo. Incoerência?
Se a marca foi única competência
Dele haverá algum que o conteste?

Sim. Na raia ao lado, o adversário
Mete contra o tempo qual corsário
E tira dele um centésimo precioso

Agora o tempo precisa ser roubado
Outra vez. E o atleta mais capacitado
Ao fazer fará o esporte mais honroso.

Francisco Libânio,
06/08/12, 9:00 PM
Postar um comentário