sábado, 11 de agosto de 2012

0382 - Soneto acreano


Nascido no Acre é acreano
E dane-se a nova ortografia
Porque Acri é uma fantasia,
Logo não existe o tal acriano!

Assim sendo e do engano
Longe é de longe que espia
O Estado do qual a aleivosia
Riu e que a inteligência nano

Decretou boba: Não existe!
Não existe é você, oh triste
Criatura de cérebro manco!

Você, ilhado pela ignorância,
Visse a beleza, vencia distância
E se mudaria pra Rio Branco.

Francisco Libânio,
10/08/12, 11:04 PM
Postar um comentário