domingo, 5 de agosto de 2012

0363 - Soneto olímpico para Isanbayeva


E com os olhos azuis, ela mira
Estão lá pista, sarrafo e altura;
E o que seria uma tarefa dura
Para ela brincadeira trivial vira,

Então, ela se concentra, respira,
Analisa o vento, parte e apura
O momento, toma envergadura
E ela salta e logo ela se estira

Do outro lado vinda do alto
Após estar lá em breve assalto
E de trazer de lá uma vitória

Recorde? Talvez ele também,
Venha, mas se não, tudo bem,
Ela já se sublinhou na história.

Francisco Libânio,
05/08/12, 9:52 M
Postar um comentário