sexta-feira, 24 de agosto de 2012

0394 - Soneto do casal a três



Sobre o caso que inspirou esse soneto, ler aqui

A Justiça decretou aceita
A união de duas mulheres
E um homem. Três seres
Vivendo harmonia perfeita

Mas vem lá quem despeita
E chega cheio de quereres
Exigindo pra si os poderes
De se impor ao que rejeita,

Cale-se e deixe-os no conjugal
Ménage, está tudo normal
Nesse excêntrico conchavo

Mas ele é dos valentões,
Duas sogras e pensões?
Esse sujeito é um bravo!

Francisco Libânio,
24/08/12, 4:34 PM
Postar um comentário