sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

707 - Soneto acostumado

Ah, os cartões de boas entradas que me mandam em Janeiro...

E a semana entra por entre o ano
Novo sem ter qualquer cerimônia
Azar que a entrada traga insônia
Preocupação, nervoso ou dano.

Ano veio com festa, fogo, ufano,
E passado tudo, na parcimônia,
Os males diários fazem colônia
Aqui e ali e eclodem mais tirano

Que o outro. Janeiro preocupa,
É nossa grana indo pela garupa
Dos Is que batem à nossa porta.

Todo ano é assim, então planeje.
Deixe que o ano novo mal viceje
E o receba com uma bela torta.

Francisco Libânio,
04/01/12, 10:55 PM
Postar um comentário