quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

703 - Soneto normal

E a vida recomeça...

Quando se volta à normalidade
Após festejos e cumprimentos,
Após votos e todos os alentos,
E após intenções de bondade

É que se topa com a realidade,
Com a rudeza, maus momentos,
E podridão pelos quatro ventos,
Como será ser bom de verdade?

Ano novo começa exato e igual
A todos, mesmos vício e mal,
O feriado foi pura propaganda.

Então o melhor é seguir a vida
Em paz na toada louca e corrida,
Afinal, pra frente é que se anda.

Francisco Libânio,
02/01/13, 12:37 PM
Postar um comentário