quinta-feira, 30 de maio de 2013

1029 - Soneto apedeuta

Ele ri da cara de vocês, os verdadeiros apedeutas.

Chamam o Lula de apedeuta. Belo
Vocábulo, erudito, fino, rebuscado.
É xingar quase dando por elogiado
A quem, este nome, deve recebê-lo.

Cabe até em soneto. Eu, a fazê-lo,
Penso, rimo, deixo melhor burilado
Meu escrito. O termo, bem colocado,
Faço para que não perca este elo

Entre os que xingam e o que ele diz.
Apedeuta, ignaro, ignorante. Maldiz
Quem o chama, suposto hermeneuta

Que porcamente o bê-á-bá articula
E xinga invejando o presidente Lula
Mostra ser muito melhor apedeuta.

Francisco Libânio,
30/05/13, 10:39 AM
Postar um comentário