terça-feira, 14 de maio de 2013

1007 - Soneto ensolarado (parodiando Vinicius)

Não é fácil não!

O Sol, desrespeitoso do equinócio,
Não dá a esta cidade os desvelos.
Pelo contrário. Queima forte pelos,
Pele, neurônios e nesse pleno ócio

Agride, incomoda até que se roce
O corpo da Amiga e só os cabelos
Dela, pois fricção dá mau negócio.
Calor muito impede melhores zelos.

Quem não gosta tem ares de briga
Com o sol. Aqui não há o desafogo
Da costa. Mais que o Sol prossiga

Queimando, para ele, tipo de jogo,
Mais quente melhor, tomo a Amiga
E só chuveirada pra apagar o fogo.

Francisco Libânio,
14/05/13, 9:09 AM
Postar um comentário