quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

A necessidade de amar


Extraído de http://tn3-1.deviantart.com/fs14/300W/i/2007/106/5/7/In_loving_memory_Vol_5_by_stream_of_thought.jpg

Deixa, ao amar, que te amem aos poucos.
Desnuda devagar tua alma dos panos,
E oculta-a dos vícios, que de tão humanos,
Transformaram românticos em loucos.

Vasculha em cada canto de ti escondido
A coragem que te fará dia a dia forte
Ao procurar, acharás em ti cada corte
Feito em teu coração já tão agredido.

Mas tira de cada um a valiosíssima
Lição que a incessante necessidade
Do Amor tem dois lados: O mal e o bem.

Faz do lado mal a matéria-prima
Para curar do amor a adversidade
E o outro para amar como nunca a alguém.

Francisco Libânio
17/01/08
9:47 AM
Postar um comentário