domingo, 6 de janeiro de 2008

01 - 30/11/06



extraído de http://neurotic4.blogspot.com/2007/10/mad-love.html

Éramos serenos até ali... Adiante
E depois do beijo foi-se o pudor,
O que chamávamos respeito. A dor
De se esquecer morria naquele instante

Ficamos complementares e se havia amor
Disso falaríamos depois. Ser amante
Era o interesse e só menos importante
Que o beijo dado e o eminente ardor.

Do gozo, cuja chegada era sem demora,
Perdemos centros, razões,sentimentos
Ao nos entregarmos sem culpa à vontade.

Passou o tempo, foste ao sempre embora
E se lembro com lascívia dos momentos
Loucos, pune-me saudoso a serenidade.

Francisco Libânio
30/11/07
2:02 AM
Postar um comentário