segunda-feira, 14 de março de 2011

01 - 14-03-11 - Não me impressiona mais tanta desfaçatez


Não me impressiona mais tanta desfaçatez,
Tanta hipocrisia, quem se faz de indignado
Parece tudo um jogo, um circo já armado,
Todos esperando a pouca vergonha da vez

Quando não é a novela, é o vizinho do lado,
Quando não é nenhum deles é alguém que fez
O que não devia, é a imoralidade da nudez,
É o mundo que está perdido de tão errado

Mas ninguém desse povo todo que só fala
Faz o que mude. A vida alheia é tão importante
E o miúdo é tão incômodo que ninguém,

Às coisas grandes, se dói. Se existe quem
Não coma ou viva mal é apartado o bastante
Para não cortar a indignação seletiva na sala.

Francisco Libânio,
14/03/11, 10:15 AM
Postar um comentário