segunda-feira, 7 de julho de 2014

1711 - Soneto da namorada pegajosa

Sinistra e insuportável!

Como se achasse o príncipe encantado,
Ela quer ser a sua princesa apaixonada,
Mas cada beijo uma maçã envenenada
E cada sono um beijo que não foi dado.

E tome a averiguar amiga do namorado,
De onde ela veio, que faz, se namorada
É ou se é solteira. Solteira, já a olha irada,
Se comprometida que siga pro seu lado

E deixe o homem dela com ela em paz.
Além do ciúme, ela exagera no que faz,
Tem carinho, mas de doce em excesso

O namoro calórico não demora e enjoa.
O namorado até a vê como boa pessoa,
Mas já quer menos amor, menos apreço.

Francisco Libânio,
09/06/14, 7:38 PM
Postar um comentário