quarta-feira, 2 de julho de 2014

1702 - Soneto do namoro na casa dele

Comportem-se!

Ele recebe a namorada e seus pais
Conhecem a moça, aprovam-na e tal.
O pai a acha bonita, corpo escultural,
A mãe gosta, mas quer saber mais

Sobre ela, precaução não é demais,
O que fazem pai e mãe, família qual?
Saber se tem mão boa, dom maternal
Se, possível, antecedentes criminais...

A sabatina discreta a aprova e o voto
De confiança é dado. Tem um remoto
Pé atrás, mas o tempo o põe a frente,

Ou não. Quando dormem na casa dele,
A namorada sente o mal na própria pele
Quando a sogra acorda descontente.

Francisco Libânio,
22/05/14, 7:06 PM
Postar um comentário