terça-feira, 22 de outubro de 2013

1237 - Soneto classificativo

Você faz o que você lê e o que você lê faz você.
Para Carlos Castelo

Há dois tipos de livros, diz Castelo,
Uns que são prolixos e uns pro lixo.
E cada qual dá a seu próprio nicho
O que ele pedir de melhor e de belo,

Um quer ser insultado, vai recebê-lo,
Outro quer ser induzido ao capricho
Da grã-inteligência, tem o cochicho
De outros e deles ganhará esse zelo.

Castelo tem razão, eu concordo, sim,
Livro e leitor se classifica bem assim
Mas ambos endossam a classificação.

Leitores fazem um livro lixo sucesso
Como o prolixo vira o mero adereço
De quem se fia em querer erudição.

Francisco Libânio,
22/10/13, 12:24 PM
Postar um comentário