quinta-feira, 28 de abril de 2011

Série Mente 04 - Alucinações


Minhas alucinações são reflexos meus num espelho,
Distorcido. Sou eu me vendo noutras modalidades,
Noutros corpos, noutros rostos e noutras vontades,
Sou eu mais atlético, sou eu mais novo, mais velho...

E junto esses outros eus e com eles me aconselho,
Converso com eles, compartilho minhas intimidades,
São só imagens refletidas, mas que vivem verdades
Diferentes da minha, mas de ponto comum parelho,

Afinal, minhas alucinações não são nada mais que eu
Com outras formas, de outras ideias e de gênese igual
Por isso me conhecem e, no íntimo, sabem meu mal

E meu bem. E quem me vê por aí falando com elas
Jogando palavras ao léu, como eu, não poderá vê-las,
Elas não existem. Fazem parte deste imaginário meu.

Francisco Libânio,
27/04/11, 11:10 PM
Postar um comentário