domingo, 8 de julho de 2012

0308 - Soneto de auto-saudade


Amiga minha vem e desabafa:
Sente uma puta saudade dela
Mesma. Deseja voltar a sê-la
O que era. Ela se autobiógrafa,

A amiga que era se fotografa
Em minha mente. Devia ser bela,
A de hoje é. Isso descongela
O eu anterior. Quase um cafa,

Se não fosse ele muito retraído,
Saudade dele? Bom ele ter ido
Embora e que nunca mais volte!

Sentiria mais saudade é de mim
Hoje. Ao menos com meu eu assim,
Meu eu posterior não se revolte.

Francisco Libânio,
08/07/12, 6:30 PM
Postar um comentário