terça-feira, 3 de julho de 2012

0288 - Soneto descolado


Então você acha que andar na moda
Te faz uma pessoa, assim, antenada?
Um tipo hipster cheia de atitude irada
Cuja presença por si só incomoda?

Acha que com essa produção toda
Você esbofeteia sem dó de porrada
A sociedade careta e ultrapassada
E sai da surra se achando mais foda?

Caramba, eu vejo tudo boquiaberto!
Juro... Nem sei como consigo ficar perto
Desse monumento à modernidade!

Não sei nem como é que me dirijo
A ti, sumidade. Talvez um jato de mijo
Para me igualar à mediocridade.

Francisco Libânio,
03/07/12, 8:43 PM
Postar um comentário