quinta-feira, 21 de agosto de 2014

1753 - Soneto de nome simples

É o máximo de argumento que essas cabeças conseguem.

É tanta gente falando coisa tanta
Por aí sem ter o tal conhecimento
Que xingar virou o bom argumento
E catalisador da turma sacripanta.

Agora presidenta virou presidanta,
Que discorda é taxado de jumento
Como petralha virou o xingamento
Top e é tão usado que até espanta

Em como ainda veem por criativo
Quem o usa ou como leva o crivo
De intelectual quem criou e curtiu.

O poeta não é bom de criatividade,
Por isso, a quem usa tal qualidade
De ofensa, eu só o reputo imbecil.

Francisco Libânio,
29/07/14, 12:06 PM
Postar um comentário