quarta-feira, 6 de agosto de 2014

1737 - Soneto do namoro na academia

E todo mundo se ajuda e conta...

Entre supinos e abdominais,
O peso, obstinação e o suor
Pinta um lance que vira amor
E esse amor parece ficar mais

Interessante. Treino toma tais
Proporções que só vai melhor.
Depois de tudo, tem o ardor
Do namoro e, não é demais,

Mais exercício, outra natureza,
Mais intensidade, mais leveza.
A academia valeu o corpo são,

Mas a mente sã foi esse caso
Entre ferros que virou o arraso
Sentimental e bem ao coração.

Francisco Libânio,
15/07/14, 12:21 PM
Postar um comentário