segunda-feira, 23 de maio de 2011

Mattosianas 061 - De mais um fim do mundo


Falou-se em algum lugar da Internet
Que o mundo no sábado ia se acabar,
Outro alarme falso ressonando no ar
Para com outros mil duzentos e sete

(ou mais!) cair onde bem lhe compete:
O esquecimento da previsão a se errar
Ou o escárnio, talvez o melhor lugar,
E ainda houve quem jogasse confete,

Tivesse medo, agradecesse a Deus o fim,
Agora o que fazer com as manifestações?
Veio domingo, veio segunda e as ilusões

De fim do mundo tiveram aquele gosto ruim
De quem, iludido, espera além do horário
Pelo prêmio dado no conto do vigário.

Francisco Libânio,
23/05/11, 6:51 AM,
Postar um comentário