domingo, 15 de maio de 2011

Conversávamos


Conversávamos como eram as conversas,
Casuais, ecléticas, assuntos se agregando,
Opiniões florescendo, variações diversas
De temas, mas sempre se acrescentando,

Mais um dia de conversações dispersas,
Sem compromisso, e de repente, quando
A deixa de nossas intimidades já emersas
Fez-se flor de pétalas rubras vicejando,

Colheste com tuas mãos à minha pergunta
Sobre suas vestes. “Nenhuma!” e ela junta
À resposta a mesma questão. A curiosidade

Passou para a excitação com tal velocidade,
Estávamos distantes àquela hora, mas bem...
Vimo-nos no outro dia e nos amamos também .

Francisco Libânio,
14/05/11, 9:29 PM,
Postar um comentário