segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Rito


Do confronto entre nossas diferenças
Saiu faíscas e nasceu um certo atrito,
Ao viver a dois criamos, um nosso rito
Que fazia nossas tensões menos intensas

E amainava um pouco nosso conflito
Além de quase zerar nossas desavenças
Também, por horas nos unia as crenças
Transformando-nos num casal estrito

E coadunado. Esse rito que se fazia
A dois, deitados envolvidos num abraço
Melhorou nossa vida até que um dia

Resolvemos praticar esse rito num espaço
Além da cama que pacificava e entendia
E fomos casal unido e amante sob um laço.

Francisco Libânio,
21/02/11, 8:04 PM
Postar um comentário