sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

As mulheres normais


Ramiro viu numa propaganda uma paradisíaca praia no Nordeste com mulheres lindas e perfeitamente desenhadas, algumas de topless. Solteiro, descompromissado e atrás de aventuras, Ramiro sangrou seu orçamento, mas viajou até o tal recanto. Tudo o que encontrou foram mulheres normais, iguais à da sua rua e diferentes das sereias do cartaz. De topless viu duas ou três, uma das quais a Saúde Pública devia proibir de tirar a parte de cima do biquíni. Pensou ser golpe de azar e voltou no ano seguinte.
A situação era a mesma. Mulheres sem a beleza televisiva ou os chamarizes dos reclames e os topless sem atração. A mesma mulher do ano anterior com os seios de fora estava presente. Insistente, Ramiro tentou ainda uma terceira vez. Mesma paisagem, mesma mulher sem a parte de cima.
Hoje, Ramiro é casado com a mulher que achou três vezes, ama incondicionalmente seu corpo normal com estrias e, desiludido com propagandas, agora só passa as férias na montanha ou no campo.

Francisco Libânio,
19/04/10, 6:57 PM
Postar um comentário