sexta-feira, 31 de julho de 2009

Uma crônica em mim


Tenho uma crônica dentro de mim. Uma crônica que trago comigo há muito tempo, mas não sabia como era e nem ela sabia que estava em mim.

Eu queria essa crônica. Queria que ela viesse com pompa e elegância, viesse em grande estilo. Páginas e páginas escritas. Daquelas que eu não me visse escrevendo, que me levasse a um nirvana inspiracional.

Mas a crônica, que eu sabia que estava comigo, tanto se escondeu, tanto não quis vir que deixei. Ela ficou pra lá, eu fiquei aqui cuidando da vida, vendo TV, lendo, conversando com os amigos, bebendo, escrevendo... Foi quando eu resolvi escrever alguma coisa que ela saiu sorrateira de dentro de mim, foi pro papel onde se acomodou incógnita saindo furtiva das minhas idéias quando eu relaxei dela.

Não era a crônica que eu esperava nem a epopéia que eu queria. Mas era a crônica que estava dentro de mim e me incomodava. Talvez haja outra, pois sinto algo acontecendo. Se for a que quero, perfeito. Se não... Paciência.


Francisco Libânio,

28/07/09, 9:38 PM



Postar um comentário