segunda-feira, 27 de julho de 2009

Boudoir


Extraído de http://www.magnoliamansion.com/images/5a_moulin_rouge.jpg

Apressa e chama para ti o amado.
Ele será teu porque soubeste seduzir,
Soubeste chegar, abordar e conduzir
Para o boudoir onde ele será levado

Rubros lençóis, o ar perfumado,
Na cômoda, presentes a dividir
Espaço com as flores, abajur a luzir
Esperando sem pressa ser apagado

Teu jogo rendeu hoje teu cordeiro,
Gata que se aninha, leoa que devora
Infalível e que dará a ele por cova

Depois do toque, do beijo e do cheiro,
O calor de uma prisão tão redentora
No apertado abraço na paz da alcova

Francisco Libânio,
17/06/09, 12:55 AM
Postar um comentário