quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Gosto das bocas


Extraído de http://kptu.files.wordpress.com/2008/09/beijo1.jpg

Gosto das bocas que vivem o beijo
Como se ele fosse o último e o primeiro,
Como se o amor a vir fosse não o herdeiro
Ao seu fim, mas seu sucessor sobejo,

Gosto das bocas que ditam o roteiro
Do amor sendo seu principal ensejo
Primeiro com palavras atiçando o desejo
Misturando o lascivo e o fagueiro.

E depois nos beijam e são carinhosas
Com gestos e mais palavras amorosas
Tendo, ao final do amor, uma voz a me ninar

Gosto de bocas lindas como é a tua,
Que, como numa dança, a mim se insinua
Convidando-me para ela beijar.

Francisco Libânio
17/02/09
6:15 PM
Postar um comentário