quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

01 - 08-11-06


Extraído de http://ro.coelho.blog.uol.com.br/images/sonheicomvc.jpg


Enquanto sonhar ainda for permitido
Deixem-me entregue às utopias,
Deixem florescer minhas fantasias.
O mundo irá de mim despercebido.

Deixem-me entregue às regalias
Da mulher amada e do inconcebido
Amor da minha vida não vivido,
Deixem-me desfrutar as alegrias

Que meu sonho no sonho se realize
E que, ao menos nele, eu não precise
Da menor interferência de ninguém

Deixem-me o sonho anular a tristeza
De não poder amar antes da aspereza
De proibirem meus sonhos também.

Francisco Libânio
São Paulo, 08/11/06
12:15 AM
Postar um comentário